Confira mais sobre o XV!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

A história dos Uniformes do XV [Parte 1/2]

Este é a primeira parte de uma série de dois artigos que pretende abordar as mudanças no uniforme do glorioso Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba, desde sua fundação no ano de 1913 até a chegada do mitológico e eterno manto zebrado, passando também por uma breve crítica aos modelos mais recentes.

A primeira foto que nos mostra como era o uniforme do Alvinegro em sua fundação, é de 1914, no jogo entre o XV de Piracicaba e um selecionado limeirense.
Na foto é possível observar que as camisas e calções são totalmente brancos e meiões pretos, com pequenas faixas brancas.



Em 1918, observamos uma substancial alteração no manto do Alvinegro Piracicabano. As camisas continuaram na cor branca, porém com alguns detalhes na cor preta. Esse detalhe é muito semelhante ao que encontramos na camisa “retro”, lançada para comemorar os 95 anos do nosso alvinegro, recentemente. Os calções também foram alterados para a cor preta e os meiões permanecem semelhantes ao anterior. Na foto abaixo são observados os jogadores Achiles (Em cima) e Schimdt (sentado).


Logo no ano seguinte, em 1919, a grande novidade no uniforme do alvinegro foi a inclusão do símbolo do XV no lado esquerdo do peito. O detalhe na camisa permaneceu o mesmo. Calções e meiões permaneceram os mesmos. Na foto é possível observar o zagueiro Jacob Schimdt, em um jogo contra o Guarani-SP, válido pela antiga “Taça Teco”.


Já em 1923, a cor preta começou a tomar forma na camisa do XV. Novos detalhes nessa cor foram inseridos na camisa, duas faixas na vertical, de cima a baixo da camisa. Outra alteração que pôde ser notada foi a alteração do posicionamento do símbolo, que deixou o lado esquerdo, para se posicionar ao centro da camisa. Esse mesmo modelo de uniforme foi observado até meados do ano de 1933. Na primeira foto, o jogador Antônio Mônaco, na vitória diante da rival Ponte Preta, pelo placar de 5 x 2 no ano de 1923. Logo abaixo, na foto, o ponta esquerda Leme, no ano de 1933.


A partir do ano de 1924, observamos mais um modelo de camisa que foi utilizado pelos jogadores do nosso alvinegro piracicabano. Na camisa, como não deveria deixar de ser, prevalecem as cores branca e preta, porém agora utilizada com faixas intercaladas na vertical. Na foto a baixo, o jogador Augustinho Rochele, que fez dupla de zaga no XV com o jogador Mônaco.



Em 1930 podemos ver a camisa que mais se aproximou da zebrada, que foi criada apenas no ano de 1946. Uma única faixa na horizontal, exatamente no centro da camisa, com o símbolo posicionado no centro da camisa e da faixa.


Já em 1932, o XV voltou a exibir nos gramados Piracicabanos a camisa totalmente branca. Com um modelo completamente diferente e um tanto quanto exótico se comparando com os atuais, os jogadores presentes na foto bateram o Rio Claro F.C., pelo placar de 2 x 1 na cidade de Campinas.

Em 1937, o alvinegro voltou a ter em sua camisa, o símbolo no centro do uniforme. Na foto o uniforme totalmente preto, novidade na camisa, porém preservando os calções e meiões pretos. A equipe da foto derrotou a equipe da União Rafardense pelo placar de 5 x 1.


No ano de 1943, mais uma novidade nas vestimentas dos jogadores do alvinegro: uma camisa totalmente diferente, com listras na vertical de diferentes larguras.

No ano de 1946, finalmente a tão tradicional zebrada, que até hoje impõe respeito nos quatro cantos do país, foi criada. Semelhante ao que era encontrada até pouco tempo atrás, a zebrada, que na foto é vestida pelo inesquecível jogador Picolino. Na foto ao lado os jogadores Berto e Gatão, também vestidos com o uniforme mais conhecido de todo país.


Curiosidades
Poucos imaginam como eram as vestimentas dos goleiros antigamente. Na foto postada abaixo, o goleiro Alcides Ferreira, o “Lobo” que defendeu o XV no título do interior.

Em mais uma foto do ano de 1945, o agasalho utilizado pelos jogadores do alvinegro. O jogador que serviu de modelo para a foto é Leônidas



FOTOS E INFORMAÇÕES - "A HISTÓRIA DO XV - PARTE I" - Delphim F. Rocha Netto.

BLOG HISTÓRIAS DO XV