Confira mais sobre o XV!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Personagem do Mês - 10/2011- Aílton Luiz

Aproveitando a homenagem do Blog Histórias do XV para a equipe que conquistou o título da Série A2 do ano de 1983, o Blog homenageia hoje um dos bons zagueiros que vestiram a camisa zebrada: Aílton Luiz.

Aílton Luiz Bertan, ou simplesmente Aílton Luiz, nasceu na cidade de Vinhedo em 22 de junho de 1958.

Aílton começou a carreira nas categorias na equipe da Ponte Preta de Campinas. Após seis anos atuando pelas categorias de base da equipe campineira, Aílton Luiz se transferiu e profissionalizou-se pela equipe do Velo Clube, de Rio Claro, que estreiava na divisão de elite do Campeonato Paulista naquele ano.

Após sair do Velo Clube, Aílton passou pelas equipes do Santos e da Francana, chegando finalmente ao XV.


Na equipe do XV, Aílton Luiz ficou marcado como zagueiro que fez parte da equipe titular que conquistou o título da Série A2 no ano de 1983.

FOTO: Aílton Luiz marca o jogador Dicão, do Bandeirante de Birigui, na partida que rendeu o acesso e o título para o XV no Campeonato Paulista da Série A2 de 1983.

Antes do título, Aílton Luiz fez parte da equipe que conquistou o vice-campeonato da mesma Série A2 no ano de 1981.

Foto: Time Vice-Campeão Paulista da Série A2 em 1981.
Em pé: Jair dos Santos (Médico), Alã, China, AILTON LUIZ, Vadinho, Pizzelli e Alcir.
Agachados: Serginho, Zezinho, Oriel, Rogério, Brandão e Baiano (Massagista).

Após deixar o XV, Aílton Luiz ainda passou por Internacional de Limeira, Rio Branco de Americana e Associação Esportiva Araçatuba, onde encerrou sua carreira no ano de 1991, quando tinha 33 anos de idade.

Nas últimas informações obtidas, o ex-jogador, formado em Educação Física, trabalhava na Secretaria de Esportes e Lazer do município de Vinhedo, sua terra natal, exercendo a função de treinador dos times sub-16, sub-18 e sub-21 da cidade.

"O que mais me marcou no futebol foram os três títulos de acesso que ganhei por XV de Piracicaba, Rio Branco e Araçatuba. Mas uma passagem que ocorreu no XV foi especial por ter convivido com Dadá Maravilha. Naquele tempo, ele estava sem carro e cumpria o trajeto de quase cinco quilômetros do hotel até o local de treinamento a pé. É um cara excepcional". Aílton Luiz

INFORMAÇÕES: Site Terceiro Tempo.
FOTOS: Site Terceiro Tempo, João Luís Almeida e Dinival Tibério.

BLOG HISTÓRIAS DO XV

Um comentário:

  1. eu me lembro do ailton luiz pois morava perto do barao da serra negra hoje tenho 4o anos bons tempos eu entrava no campo nos treinos e tudo mais

    ResponderExcluir