Confira mais sobre o XV!

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

XV x Linense: vitória inesquecível na decisão de 1948.

As equipes do XV de Piracicaba e do CA Linense já fizeram grandes duelos válidos por diversos campeonatos do Futebol Paulista. No entanto, nenhum deles é tão lembrado como a goleada do XV de Piracicaba pelo placar de 5 x 1 em jogo decisivo do "Campeonato do Acesso" de 1948, equivalente à atual Série A2 do Campeonato Paulista.
 
No ano de 1948, o XV de Piracicaba entrou como um dos favoritos para a conquista da segunda divisão do campeonato paulista, já que o alvinegro piracicabano havia se sagrado campeão deste torneio no ano de 1947. No entanto, em 1948 o mesmo campeonato teria um valor muito maior, pois a Lei do Acesso havia sido instituída pela Federação Paulista de Futebol, que, com anuência dos 10 clubes fundadores da FPF, decidiu dar vaga na Primeira Divisão do Futebol Paulista de 1949 para o campeão da Divisão de Acesso do ano de 1948.
 
O CAMPEONATO - O Campeonato do Acesso de 1948 foi disputado por 42 clubes do interior paulista, distribuídos em três grupos de 14 equipes, denominados Séries Preta, Branca e Vermelha. O XV de Piracicaba foi campeão da Série Preta, com 40 pontos ganhos, enquanto o Rio Pardo F.C. foi campeão da Série Vermelha, com 49 pontos e o Linense foi campeão da Série Branca, com 35 pontos ganhos.
 
A segunda fase, denominada "Torneio dos Campeões", reuniu os três clubes campeões de suas séries, que jogariam entre si em turno e returno, jogando uma partida em seus domínios e outra na de seus adversários. Ao final do "Torneio dos Campeões", as três equipes terminaram empatadas, com 4 pontos ganhos.
 
Diante do empate triplo, a Federação Paulista de Futebol decidiu, já no ano de 1949, realizar um torneio em sua sede para definir  grande campeão do interior de 1948. No sorteio, o Linense ficou no chapéu, já aguardando o vencedor da partida entre XV e Rio Pardo para fazer a grande final. Após a vitória do XV, por 2 x 1, no duelo contra o Rio Pardo, ficou definido que XV e Linense jogariam no dia 13/02/1949 para decidir quem seria o grande campeão.

FOTO: Linha de ataque do XV no ano de 1948. Cardeal, Sato, Picolino, Gatão e Rabeca. Destaque para Gatão e Rabeca, que marcaram 2 gols cada na grande final.
 
O JOGO - Para decidir o grande campeão do interior, o pioneiro da "Lei do Acesso", XV e Linense adentraram o gramado do Palestra Itália com grande público, que gerou uma renda de Cr$ 110.655,00, estabelecendo um recorde de renda no Campeonato do Interior da Segunda Divisão.
 
O primeiro tempo foi bastante equilibrado, especialmente pela cautela adotada pela equipe alvinegra, que postou sua defesa muito fechada. Após muita disputa na primeira etapa, nenhuma das equipes conseguiu balançar as redes, terminando com o placar de 0 x 0, deixando a decisão para a segunda etapa.
 
Já no segundo tempo, ao contrário do primeiro, a torcida pôde presenciar uma chuva de gols na capital paulista. Logo aos 4 minutos, Gatão conseguiu vencer Leopoldo, mandando a bola para o fundo do gol do Linense. Rabeca, aos 9 minutos, e De Maria, aos 22, ampliaram a vantagem para o time alvinegro, colocando 3 x 0 no placar.
 
Aos 28 minutos de jogo, Moreno conseguiu vencer Elias, diminuindo a vantagem e reascendendo a esperança da equipe do Noroeste Paulista. No entanto, a chama de esperança logo se apagou, quando, aos 34 minutos, Rabeca bateu para o gol e contou com o desvio de Jair I para colocar o 4 no placar do alvinegro. Aos 36 minutos, Gatão marcou o segundo dele no jogo, fechando o placar do jogo em 5 x 1 para o XV de Piracicaba, o "Pioneiro da Lei do Acesso".

FOTO: Equipe campeão de 1948.
Em pé: João Guidotti (Presidente), Ari, Elias, Idiarte, Strauss, Cardoso, Adolfinho e Jorge Coury (Diretor do D.P.);
Agachados: De Maria, Sato, Picolino, Rabeca e Gatão.
 
Um dos detalhes que chamaram a atenção na partida foi o zagueiro Idiarte. O xerife da defesa alvinegra disputou a partida com a mão direita quebrada, jogando toda a partida até o fim.
 
A COMEMORAÇÃO - Quando a equipe campeã chegou em Piracicaba à noite, pelo trem denominado "Expresso da Vitória", uma enormidade de Piracicabanos aguardava a chegada dos heróis, que foram carregados nos ombros da torcida até o centro da cidade, onde a festa continuou.

 FOTO: Aurélio Belotti, de "A Gazeta Esportiva", Adolfinho e João Guidotti, o presidente, segurando a taça de campeão nos vestiários do Parque Antártica.
 
FICHA TÉCNICA:
XV DE PIRACICABA 5 x 1 LINENSE
Data: 13 de fevereiro de 1948;
Local: Palestra Itália, em São Paulo/SP;
Gols: Gatão (XV), aos 4' e 36', Rabeca (XV), aos 9' e 34', De Maria (XV), aos 22' e Moreno (Linense), aos 28', todos do segundo tempo.
 
XV DE PIRACICABA
Ari, Elias e Idiarte; Cardoso, Strauss e Adolfinho; De Maria, Sato, Picolino, Gatão e Rabeca. Técnico: Eugênio Vanni.
 
LINENSE
Leopoldo, Noca e Jair I; Gatinho, Braz e Mário; Demais, Moreno, Carabina, Jair II e Carmelo.

FOTO: Primeira página de "A Gazeta Esportiva" do dia 14 de fevereiro de 1949, com as fotos do time campeão e a foto do primeiro gol do jogo, marcado por Gatão.

FOTOS E INFORMAÇÕES: "A HISTÓRIA DO XV", de Delphim F. Rocha Netto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário